Dec
31
2013

Mr. Nobody

Provavelmente o melhor filme que assisti este ano.

Trata-se de uma história de romance inserida em uma bela ficção científica.

Ao mesmo tempo que retrata histórias de amor, o faz do ponto de vista confuso que é a nossa mente, mas sem perder o fio da meada. E acredito que a grande questão abordada é o pensamento que eu já tive diversas vezes: e se naquele momento eu tivesse escolhido outra coisa? E se tivesse agido diferente? Minha vida seria igual? Eu seria igual?

Provavelmente não, mas isso seria melhor ou pior do que tenho? Eu sequer teria condições de avaliar estas alternativas da mesma forma que faço hoje?

É um raciocínio sem fim.

Fico espantado que apesar do filme ser de 2009 eu só fui ouvir falar nele há poucos meses.

Se ainda está na dúvida, eu coloco Mr. Nobody na mesma categoria que: Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças, The Time Traveler`s Wife e The Fountain. Ou seja, se gostou de um destes, gostará também dos demais. Ao menos existe uma grande chance.

 Filmes que ao contrário dos blockbusters, usam excelentes efeitos visuais para auxiliar o roteiro a contar histórias de grande delicadeza. E o curioso é que foram todos escritos e dirigidos por pessoas diferentes. Até os atores são distintos.

Ou seja, não é um viés específico de um ou outro artista.

Share

Sem pitacos »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL


Deixe seu pitaco

Powered by WordPress | Theme: Aeros 2.0 by TheBuckmaker.com